A Kaspersky acaba de lançar o [Dis]connected, um jogo de aventura que simula a rotina diária de uma pessoa do futuro. Esta personagem procura manter um equilíbrio saudável entre o trabalho e a vida pessoal, e assegurar o seu sucesso nestas duas áreas. Para complementar os programas tradicionais de formação e sensibilização para a cibersegurança nas empresas, o jogo demonstra claramente os benefícios de um comportamento digital seguro, podendo ser utilizado para reforçar o que os colaboradores já aprenderam. A Kaspersky – empresa de formação em cibersegurança mais recomendada –, pretende aplicar este jogo a projetos educativos e mediáticos a nível nacional.

De acordo com um recente inquérito da Kaspersky aos profissionais de IT e cibersegurança, 50% das empresas dispõem atualmente de cursos primários de cibersegurança. No entanto, os colaboradores tendem a mostrar alguma relutância em participar nestes programas de formação, por acreditarem que podem ser forçados a fazer o trabalho de outra pessoa - visto existir um departamento dedicado a estes temas - e simplesmente não veem de que forma a cibersegurança pode afetar a sua vida e o seu trabalho. Consequentemente, mesmo quando concluído o curso e aprendidas as melhores práticas, os colaboradores podem ainda assim, cair no erro de manter comportamentos de risco.

Como líder na formação de sensibilização para a cibersegurança, reconhecida em 2021 como Gartner Peer Insights Customers' Choice e nomeada como fornecedor abrangente de SA&T no relatório Now Tech da Forrester, a Kaspersky melhora constantemente as suas soluções educacionais com novas técnicas de aprendizagem atualizadas. Assim, para tornar a formação mais cativante e aumentar os interesses dos colaboradores, a empresa lançou o jogo - [Dis]connected.

No jogo, os participantes vivem um dia (24 horas) do futuro no qual existem assistentes domésticos inteligentes que podem cozinhar o pequeno-almoço, casas subaquáticas e pessoas com implantes tecnológicos. Apesar do progresso tecnológico, ainda existem algumas questões que são familiares às pessoas que jogarem este jogo. Por exemplo, a personagem tem de resolver simultaneamente uma série de tarefas de negócios e de trabalho. Conciliar a vida profissional, os desafios do dia-a-dia e uma relação amorosa são algumas das provações em que esta personagem vai ser colocada à prova. As escolhas feitas pelos jogadores em diferentes áreas acabam por estar interligadas.

Os elementos de cibersegurança são naturalmente conectados aos acontecimentos para mostrar como as decisões relacionadas com esta esfera podem ajudar a alcançar ou a destruir os objetivos da personagem. Por exemplo, os jogadores que decidam poupar tempo e não atualizar os seus implantes tecnológicos, não conseguirão melhorar a sua produtividade e por isso, não serão capazes de concluir os projetos a tempo. No total, durante o jogo, um utilizador terá de resolver 23 casos que abrangem tópicos como palavras-passe e contas, emails, navegação na web, redes sociais e chats, segurança do PC e dispositivos móveis.

A história tem vários fins possíveis, consoante as decisões tomadas ao longo do jogo. Os utilizadores recebem um resumo do sucesso do projeto e do que está a acontecer na sua vida pessoal, bem como uma avaliação das suas capacidades e conhecimentos em matéria de cibersegurança.

A jogabilidade de uma hora é apresentada numa abordagem fragmentada, com cada sessão a durar até dez minutos. Isto torna o jogo mais simples e ajuda o jogador a reter conhecimento. O jogo pode ser oferecido depois de os colaboradores passarem por cursos de formação para consolidar todos os conhecimentos de cibersegurança que adquiriram, e motivá-los a aplicar as suas novas capacidades no seu quotidiano. Quando utilizado em projetos a nível municipal e nacional, o jogo melhora a consciência de cibersegurança nas pessoas envolvidas.  

"Este jogo é rico em histórias, escolhas e dilemas do mundo moderno. Devemos utilizar as tecnologias mais avançadas para nosso benefício, mesmo que criem riscos de segurança adicionais? Ou devemos renunciar por razões de segurança e tornarmo-nos menos eficazes no nosso trabalho? Conforto vs. segurança - é possível encontrar um equilíbrio? Fazer este tipo de escolhas no decorrer do jogo não só ajudará os jogadores a abraçar as tecnologias de uma forma segura, mas também a compreender melhor como a cibersegurança está interligada com a sua rotina, e como esta afeta realmente as nossas vidas.", comenta Denis Barinov, Head da Academia da Kaspersky.

[Dis]connected está atualmente disponível para clientes empresariais e é válido para PC e Android. A versão iOS será disponibilizada em breve.

Para mais informações sobre o jogo [Dis]connected, clique aqui.

 

Classifique este item
(0 votos)
Ler 666 vezes

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Apoiamos

Gled Agra X Streamer @ Facebook

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top